VARZIM EM GRANDE NA ESTREIA DE CAPUCHO

Por em 25 de Outubro de 2015

O Varzim venceu o Chaves por três bolas a zero e regressou assim às vitórias, dando um pontapé na crise de resultados. A equipa Varzinista comandada agora por Nuno Capucho (que deu instruções na bancada), apresentou-se perante o Desportivo de Chaves com algumas novidades no onze e também com uma tática diferente da habitual. O Chaves que é um assumido candidato à subida pressionou muito no meio-campo alvi-negro, tantando impôr o seu futebol, mas os lobos do mar souberam reagir com inteligência e categoria, num encontro em que o Varzim entrou praticamente a ganhar, com um golo madrugador. A equipa varzinista esteve bem no geral, mas temos de destacar o guarda-redes Ricardo, que esteve lá quando foi preciso; Rodrigo Dantas realizou uma boa exibição e apontou um bom golo; Bruno Moraes mostrou que se entende bem com Stanley, esquecendo a última partida que jogou e que não correu muito bem; Não vale a pena é destacar Nelsinho, sempre em grande o maestro.

O Varzim começou o jogo praticamente a vencer, com um golo madrugador de Rodrigo Dantas, que com um remate certeiro à entrada da área, aos três minutos, fez o primeiro para a equipa poveira. O Chaves começou a crescer no jogo, mas o resultado iria manter-se até ao intervalo.

Na segunda parte era o Chaves que circulava mais a bola, mas foi o Varzim novamente a marcar. Aos 54m, e com alguma sorte à mistura, Stanley fez o segundo para o Varzim. A partir daí o Chaves voltou à carga, mas Ricardo esteve seguro entre os postes da baliza alvi-negra. O terceiro golo do Varzim foi apontado por Nelsinho, aos 73m, através da marcação de um livre direto.

O Varzim com este resultado está a meio da tabela com 16 pontos, e na próxima jornada, o Varzim desloca-se ao terreno do Sporting B, jogo que se realiza no sábado pelas 15h.

O Varzim alinhou com: Ricardo, Tiago Lopes, Sandro, Nelson Agra, Raúl, Pedro Sá, Rodrigo Dantas, Nelsinho, Adilson, Stanley e Bruno Moraes. Jogaram ainda: Hernâni, João Carneiro e Vitor Hugo.