VAMOS À VITÓRIA, VARZIM!

Por em 11 de Novembro de 2017

Em jogo antecipado da 18.ª jornada da LEDMAN LigaPro e em busca do regresso aos triunfos, o Varzim Sport Club recebe amanhã, pelas 15 horas, o Clube Futebol União da Madeira, numa partida que terá a arbitragem de Hugo Miguel, da AF Lisboa.

Somando o quinto jogo consecutivo sem marcar qualquer golo (curiosamente o último foi marcado na última vitória, nos Açores, por 1-2), os alvinegros receberam, no passado domingo, o Covilhã e empataram a zero golos, o que permitiu a subida ao décimo sétimo posto, acumulando treze pontos (três vitórias, quatro empates e seis derrotas), os mesmos do Cova da Piedade, do União da Madeira e da UD Oliveirense (do décimo quinto ao décimo oitavo classificados, respetivamente), a doze do segundo, Porto B, e a catorze do primeiro, Académico de Viseu.

Assim sendo, o adversário de amanhã, a equipa madeirense encontra-se então em igualdade pontual com a turma varzinista (está no décimo sexto lugar) e chega à Póvoa com uma derrota na jornada passada, em casa, perante o Porto B, por 1-2. Relativamente às duas restantes competições, ainda está presente em ambas.

Na época transata, o União da Madeira terminou a época no terceiro posto da LEDMAN LigaPro, com sessenta e quatro pontos e comparativamente com 2016/2017, o plantel atual sofreu muitas mudanças, com a entrada de dezanove jogadores e a saída de catorze. No comando técnico regista-se também a saída de Casquilha para a entrada de Paulo Alves, que entretanto foi substituído por José Viterbo. O grupo desta temporada é composto por vinte e oito atletas, com uma média de idades de cerca de 25 anos.

Em relação aos confrontos no Estádio do Varzim, os “Lobos do Mar” levam vantagem de 100 %, dado que venceram os cinco jogos (quatro na Segunda Liga e um na Liguilha I/II Divisão), com uma diferença de golos marcados de 10 vs 4. De recordar que em 2016/2017 o resultado foi de 2-1, no dia 6 de novembro.

Esta partida de domingo fica ainda marcada pelo regresso de um ex. avançado varzinista à Póvoa, o caso de Gonçalo Abreu.

Para este jogo, foram convocados os seguintes vinte jogadores:

Guarda-Redes: Marinho e Paulo Vítor.

Defesas: Jean Felipe, Mário Sérgio, Tiago Valente, Kaká, Jeferson, Milhazes e Rui Coentrão.

Médios: Nelson Agra, Leonel Olímpio, Estrela, Fábio Fonseca, Romeu Rocha, Nelsinho e Pintassilgo.

Avançados: Ruan Teles, Diogo Ramos, Baba Seck e Malele.

Em comparação com o embate frente ao Covilhã sai da convocatória o extremo Jairo Jiménez e entra o trinco Romeu. Continuam de fora da lista o guarda-redes Paulo Cunha, o defesa-central Sandro, o defesa-esquerdo João Sousa, o trinco Il Soo, o médio Joca e os pontas-de-lança Ronan e Lukman.

A situação preocupante da nossa equipa mantém-se, com os poveiros a continuarem em zona de despromoção, muito longe do objetivo da subida, com doze e catorze pontos a distanciarem. O apelo para os anteriores embates é o mesmo, ou seja, é urgente regressar aos triunfos e procurar entrar numa sequência de vitórias consecutivas, de forma a sairmos desta situação incómoda, destas posições e alcançarmos um posto mais tranquilo na tabela classificativa e o apoio dos adeptos é crucial. Algo que está totalmente à vista de todos os sócios e simpatizantes é a finalização da equipa e o que se espera e deseja é, naturalmente, que neste domingo os nossos jogadores consigam, finalmente, voltar a marcar e consequentemente conquistar três pontos altamente preciosos, para alegria dos varzinistas. O treinador alvinegro, apenas tem uma baixa, o ponta-de-lança Ronan (lesionado), pelo que terá um leque mais alargado de opções para cumprirem o objetivo de ganhar. Neste momento, o “União da Bola” é um rival direto e, por conseguinte, é deveras importante vencer e ganhar vantagem no confronto direto, sendo certo que no máximo, o Varzim poderá chegar ao décimo quarto lugar. Dado o facto de os madeirenses se encontrarem num momento bastante parecido com o dos varzinistas, o União da Madeira pretende, obviamente, sair do norte de Portugal com três pontos, que se constituem também como muito importantes para uma situação mais tranquila. Ao contrário de Nuno Capucho, José Viterbo terá várias baixas, sendo certo que seis jogadores não poderão dar o seu contributo.

Força Varzim, rumo à vitória!

Texto: Duarte Cruz.

Imagem: FJG Neves.