QUEBRAR O ENGUIÇO DAS PARTIDAS NA PÓVOA

Por em 22 de Abril de 2017

Num jogo da 38.ª jornada da LEDMAN LigaPro, neste domingo, pelas 16 horas, o Varzim Sport Club recebe o Sporting Clube da Covilhã, contando com o árbitro da AF Viana do Castelo, Pedro Vilaça.

Com a subida de divisão colocada praticamente como uma miragem, a turma alvinegra, orientada por João Eusébio, sofreu a segunda derrota consecutiva, nesta quarta-feira, tendo quebrado a consistência de vitórias seguidas fora de portas (nove). O causador da derrota foi o Vitória SC B, numa partida que terminou com o resultado de 1-0. Não obstante não terem ganho nenhum ponto, os alvinegros mantêm-se na terceira posição, com 58 pontos (16 vitórias, 10 empates e 11 derrotas), a dez do Aves, no entanto com a sua posição ameaçada, já que a diferença para o oitavo classificado, Braga B, é de apenas três pontos.

Por outro lado, na última jornada, o Covilhã, treinado por Filipe Gouveia, venceu o Académico de Viseu, por 2-1, e encontra-se isolado no décimo quarto posto, acumulando 49 pontos (11 vitórias, 16 empates e 10 derrotas). Em relação às duas restantes competições, os “Leões da Serra” chegaram até aos quartos-de-final da Taça de Portugal Placard e à fase de grupos da Taça CTT.

Após o jogo entre Varzim e Covilhã, em novembro, o plantel sofreu algumas mudanças, com a saída de um atleta e a entrada de quatro, sendo agora composto por vinte e quatro jogadores, com uma média de idades de cerca de 26 anos.

No histórico de confrontos na Póvoa de Varzim (dezassete – oito na Segunda Liga, cinco na Segunda Divisão, três na Taça de Portugal e um na Primeira Liga), comparando as duas equipas, é percetível notar-se que os “Lobos do Mar” têm vantagem, já que venceram por sete ocasiões (quatro na Segunda Divisão, duas na Segunda Liga e uma na Primeira Liga), perante duas dos serranos, todavia há que referir que o resultado mais habitual é o empate, já que ocorreu por oito vezes. O último embate na terra poveira aconteceu precisamente nesta temporada, com um triunfo do Covilhã, por 0-1, no dia 13 de novembro, a contar para a quarta eliminatória da Taça de Portugal Placard. Em termos de golos marcados, a diferença é de 25 vs 13.

Dadas as duas derrotas frente aos “Leões da Serra” na presente época, a nossa equipa pretende “vingar” esses dois resultados e, de uma vez por todas, levar de vencida a formação do Covilhã. Apesar de matematicamente ainda ser possível, tal como já foi referido, a chegada à Liga NOS é praticamente impossível (onze pontos para ultrapassar os avenses). Não obstante esse facto, a equipa varzinista tem de continuar a fazer o seu trabalho, com um único pensamento, que é a soma de três pontos. Os triunfos em casa escapam desde fevereiro e nós, sócios e simpatizantes do Varzim, esperamos e desejamos que amanhã seja o dia do regresso às vitórias no nosso estádio. Já que a subida é deveras complicada, a meta passa por segurar o terceiro lugar, que não será uma tarefa nada fácil, devido à aproximação de diversas equipas, sendo que basta um pequeno deslize para os alvinegros saírem de uma posição que se encontram há algum tempo. Para esta partida há uma baixa confirmada, a do guarda-redes Paulo Vítor, que viu o quinto amarelo em Guimarães, mas, por sua vez, há que destacar o regresso do médio e capitão, Nelsinho. Dada a permanência garantida e a complicada subida, não causaria nenhuma surpresa se houvesse novidades no onze ou no banco de suplentes, com a presença de jovens e/ou de jogadores menos utilizados. Em relação ao Covilhã, é uma equipa com qualidade, que se reforçou bem no mercado de inverno, destacando-se nessas mexidas, o ponta-de-lança goleador, Erivelto, e que procura posicionar-se mais tranquilamente na tabela classificativa, sendo que, em caso de triunfo, pode subir, no máximo, ao décimo segundo lugar.

Força Varzim, rumo à vitória!

O preço dos bilhetes é o seguinte:

Sócios:

Nascente

Efetivo: 3.50 €

Veterano: 2.00 €

Norte

Efetivo: 4.00 €

Veterano: 3.00 €

Público:

Nascente: 5.00 €

Norte: 10.00 €

Poente Norte: 13.00 €

Texto: Duarte Cruz.

Imagem: FJG Neves.