NA PÓVOA COM URGÊNCIA DE TRIUNFO

Por em 16 de Setembro de 2017

Pelas 16 horas deste domingo, o Varzim Sport Club recebe o Futebol Clube de Arouca, numa partida da 7.ª jornada da LEDMAN LigaPro e que terá a arbitragem de Luís Ferreira, da AF Braga.

Após uma vitória convincente na Póvoa, por 3-0, perante o Penafiel, a equipa alvi-negra e os seus adeptos encontravam-se motivados e confiantes para o embate do último fim-de-semana, no entanto o Varzim, a ganhar por 0-1 (golo de Nelsinho), acabou por ser derrotado, por 1-3, em Famalicão, descendo ao décimo terceiro posto (sete pontos, duas vitórias, um empate e três derrotas), estando em igualdade pontual com a Académica e o Vitória SC B, tendo aumentado a desvantagem para oito e sete pontos face aos dois primeiros classificados, Santa Clara e Nacional, primeiro e segundo, respetivamente.

Por outro lado, o Arouca, que também está a desiludir, empatou em casa a zero, face ao Braga B, e está na décima sexta posição, acumulando seis pontos, a mesma pontuação do décimo quinto classificado, Cova da Piedade. Com o objetivo de subida e dada a classificação, nesta semana Jorge Costa deixou o comando técnico, tendo sido substituído por Miguel Leal (Ex. Boavista). No que diz respeito à Taça CTT, os arouquenses chegaram à segunda fase, onde foram eliminados pelo Paços de Ferreira (1-2), depois de terem passado a primeira fase, na qual eliminaram a Académica (0-0, 2-4 g.p.).

Relativamente ao Arouca há que referir que estão de regresso à Segunda Liga, sendo que na época passada terminaram a Liga NOS no décimo sétimo lugar, com 32 pontos. O plantel atual é de vinte e seis jogadores, com uma média de idades de cerca de 26 anos, tendo entrado quinze atletas e saído nove. Miguel Leal é o terceiro treinador em poucos meses, já que o técnico que terminou 2016/2017 foi Jorge Leitão.

Na Póvoa de Varzim foram disputados três embates entre as duas formações (Taça de Portugal, Segunda Liga e Taça da Liga), com os resultados a serem repartidos, sendo que a vitória dos “Lobos do Mar” deu-se em 2010/2011, por 1-0, no dia 17/04/2011. O último confronto em terra poveira terminou com o resultado de 0-0, 3-4 g.p., na Taça CTT 2015/2016, no dia 11/10/2015. Em relação a golos marcados, existem apenas dois golos a diferenciarem (2 vs 4).

Amanhã o Estádio do Varzim será o palco de alguns reencontros, do lado do Varzim, do médio Pintassilgo e da parte arouquense, do defesa-central Hugo Basto. Curiosamente, o treinador Miguel Leal teve uma muito curta experiência no clube varzinista, quando foi adjunto de Rui Quinta.

Com o objetivo de subida assumido, perante a classificação atual e a desvantagem face aos dois primeiros classificados, é imperial que o Varzim deixe de perder pontos e vença este confronto de domingo. A pontuação obtida de sete pontos é curta, até porque a primeira equipa da zona de descida, a UD Oliveirense, tem apenas menos dois pontos que os alvi-negros. Jogando em casa, com o seu público e frente ao décimo sexto classificado, a nossa equipa tem todas as condições para vencer (sabendo que pode chegar, no máximo, até ao sétimo lugar), procurando, de uma vez por todas, entrar numa espiral de triunfos e reduzir a desvantagem face aos primeiros classificados. Para esta partida, João Eusébio já deverá contar com mais duas opções, os casos do médio Estrela e do extremo Jairo Jiménez, todavia segundo a comunicação social, o defesa-direito Mário Sérgio, o extremo Ruan Teles e os pontas-de-lança Lukman e Ronan poderão vir a não dar o seu contributo, devido a lesões. Será certamente um desafio complicado e do outro lado do campo estará uma equipa bem experiente, composta por vários jogadores com passado na Primeira e Segunda Liga, mas que se encontra num mau momento (a turma poveira terá que saber explorar esta situação, além do facto de o novo técnico ter tido pouco tempo de treino) e que com a meta de subida, tentará urgentemente ganhar, para subir na tabela classificativa (pode alcançar o décimo posto).

Força Varzim, rumo à vitória!

Texto: Duarte Cruz.

Imagem: FJG Neves.